A esquerda portuguesa…morte e ressureição!

Junho 28, 2008 at 1:17 am Deixe um comentário

Tenho visto e lido imenso acerca do recrudescimento das esquerdas em Portugal, é quase consensual que isto se prende com uma transferência de voto entre PS e os restantes partidos do lado esquerdo do hemiciclo.

Ora isto parece-me simplista, estamos no meio de uma crise sem precedentes, eu não lembro de nada assim e até pessoas mais velhas com quem tenho o prazer de trocar ideias me dizem, a espaços cada vez mais curtos, que nunca viveram uma crise tão profunda!

O país vive agitado, a classe média está esmagada entre impostos exageradíssimos e ordenados cada vez mais baixos. Com o choque petrolifero a tendência de aumento de preços generalizada acentua-se e para contrariar o movimento o Banco central Europeu achou por bem tirar o dinheiro dos bolsos das pessoas, aumentou drástica e consecutivamente a taxa de juro que é referência para o mercado! Sem dinheiro no bolso as pessoas começam a ficar preocupadas, sobretudo numa altura em que o emprego começa a escassear devido à maquinação das principais, secundárias e até superfluas tarefas. As pessoas quase não são precisas para o processo produtivo e cada posto de trabalho é disputado por uma imensidão de gente, gente que foi para as universidades no fim do século passado por saber que isto estava iminente e que não tendo serventia ali na industria deveria arranjar outra vida, talvez a vida de quadro superior, de advogado, arquitecto, economista, comercial, administrativo entre outras tarefas de diversos tipos e vários níveis hierárquicos. Com o amontuar de gente com formação média e superior a procura beneficia e o capital cumpre o seu objectivo, visa o lucro baixando um dos factores da estrutura de custo no sector terciário…o custo do recurso humano.

A classe média no comércio, na hotelaria, na justiça, na educação ganha hoje menos do que há dez anos atrás pela simples razão que o capital vê nisso beneficio gerado pela oportunidade de ter muita gente a querer desempenhar a mesma tarefa e este é o estado de coisas actual. As pessoas é que não percebem e começam a ficar verdadeiramente em estado de alerta! As pessoas estão alerta por que começam a não perceber onde é que fica a responsabilidade pela construção do modelo social que lhes estão a impôr. O estado é completamente impotente em todas circunstancias e criou-se a ideia que o mercado tem de funcionar em todas as situações e que esse funcionamento é sacrossanto e impoluto! Isto claro é um farsa, as empresas se puderem ter pessoas a trabalhar e não lhes pagarem estão no sétimo céu pois o lucro é a sua finalidade última, isto hoje é agravado pelo facto de as empresas já não serem de empresários, já cada vez menos nós podemos pedir responsabilidades a alguém pela ganancia e pelos desequilíbrios, hoje o banco, a seguradora, a industria e a distribuição já não são do senhor tal ou do sujeito xis, estas hoje são geridas por administradores assalariados que prestam contas a representantes assalariados de accionistas que são outras empresas ou fundos de investimento, que por sua vez funcionam da mesma forma de tal maneira que cada vez mais estes tubarões do topo da cadeia geram dinheiro para distribuir por outras empresas, que funcionam da mesma maneira num ciclo infernal que beneficia sabe-se lá quem e portanto numa altura destas a culpa da crise especulativa morre solteira.

Ora as pessoas isto não percebem bem e por isso é que parece que andamos todos meio adormecidos, mas os sinais são por demais óbvios de que a agitação anda no ar….ninguém pode viver num estado de coisas que cada vez mais tende a esmagar a grande parte das pessoas e temos hoje uma politização maior de toda a gente, temos manifestações como não se viam desde os anos oitenta, cada vez mais blogues com opinião critica do estado de coisas aparecem no topo das visualizações e sente-se como que um descontentamento politico generalizado no povo português. Ora é aqui que acho que está a razão da ressureição da esquerda, só a esquerda é que pode dar respostas funcionais neste estado de coisas e as pessoas mais do que se estarem a transferir do PS para as esquerdas, começam hoje a estar mais á esquerda, mais concordantes activamente com o PCP e o BLOCO nas questões que estes defendem….pela simples razão que começam a ser atingidas pelas coisas contra as quais estes partidos se batem ferozmente!

Também gosto de pensar que nestas alturas históricas as pessoas pensam mais sériamente nas coisas e as discutem e neste caso as pessoas começam a pensar se quando 50 postos de trabalho são sonegados pela invenção duma máquina, se o posto de operador deve ganhar menos dinheiro porque passaram a existir muitas pessoas para mesma função(ao melhor estilo neo liberal) ou se por outro lado essa pessoa devia ganhar mais dinheiro porque o facto de não existirem tantos custos de produção só por si gera uma mais valia que deve ser distribuida com alguma equidade (ao melhor estilo marxista).

A minha opinião é que a mesma pessoa se fôr inquirida sobre isto e estiver empregada, com estabilidade e bons rendimentos ou se por outro lado for inquirida e estiver em precariedade, com o orçamento familiar no limite terá respostas muito diferentes e a razão desta diferença é a razão última da ressureição das esquerdas…não apenas porque está descontente mas porque de facto na base do seu descontentamento está um exagero de pressão sobre a sua situação concreta que resulta num exercicio politico mais activo, mais pensante e actuante e o alinhamento contra o sistema que o está a lezar é óbvio.

A grande questão do neo liberalismo deve ser hoje não se é justo, porque nunca o foi como não o é nenhum sistema politico, a grande questão é talvez saber se a não regulação não será um pressuposto ridículo demais para ser defendido!

Entry filed under: escrever por escrever, eu...e os dois leitores do blog!!, Jornadas e descaminhos, posts da tuga. Tags: , , , , .

Ricardo…obrigado por nada! Biografias, musicas e ideias na Musica Incidental

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Blog Stats

  • 62,514 hits

%d bloggers like this: