O problema da feira do livro!

Maio 16, 2008 at 6:22 pm Deixe um comentário

foto daqui

Esta polémica da feira do livro parece saida mais do mundo financeiro que do mundo da cultura…mas tem toda a razão de ser.

E sabido que a feira do livro e promovida pelo estado português, mais concretamente pela Câmara de Lisboa, não é o que gostam de admitir os titulares da cultura da edilidade mas é a verdade factual. A Câmara promove a feira no verdadeiro sentido, faz com ela aconteça através da disponibilização dos seus canais operacionais para a montagem e dos seus canais comunicacionais para a divulgar, adjudica-lhe anualmente uma verba para garantir a realização do ponto de vista financeiro e com isto consegue ter um dos certames mais relevantes na vida social e cultural do país, até aí tudo normal, tudo bem feito!

Como a vida da Câmara não é andar a organizar eventos celebrou um contracto ou um protocolo com APEL para o fazer. Porque é que escolheu a APEL? Ora por que em primeira instância não é uma empresa interessada em lucrar com o evento, é uma Associação representativa dos interesses dos expositores (que são os editores e livreiros) e é de facto uma instituição credivel desde sempre gerida por gente de bem, gente da cultura, gente do meio! Estas pessoas habituadas aos livros e ás pessoas que os escrevem e lêem, ás páginas tantas tiveram de escolher um formato de feira! Fizeram-no bem e até aí tudo normal!

O formato da feira é composto em termos orgânicos de stands e de de um pavilhão central de apoio à feira com serviços vários desde restaurantes, auditórios, locais de desenvolvimento de actividades lúdicas (workshops e etc) e até apoio à imprensa….é este pavilhão o platteu da feira e em tempos a ideia era atribuir anualmente a concepção do mesmo a um arquitecto de renome. Os stands estão pensados para facultar espaço de esposição em igualdade de circunstâncias a todos os agentes, desde o mais simples alfarrabista ou livraria de bairro até à mais pujante das editoras nacionais. A ideia é que todos tenham acesso a esta feira e que estejam em stands iguais para a atenção dispensada a todos e cada um pelos milhares de visitantes seja simplesmente com base no critério do interesse que o LIVRO suscite na pessoa. Isto é digno! É de gente que sabe que a cultura não é pasto para os iluminados do liberalismo económico e suas habituais imposições de mercado. O mais interessante é que até as maiores editoras concordaram sempre com esta fórmula por sentirem que essa festa da sua actividade deveria ser revestida da dignidade e da mais valia moral que este equilíbrio imprime. Até aqui tudo normal, tudo certo! Tanto assim é que tem corrido tudo lindamente ano após ano.

Este ano a LEYA do Sr. Pais do Amaral parece que quer mudar as regras do jogo. A LEYA é um editora vinda do universo da especulação de capitais mais do que das secretárias de mogno, mais do mass media do que das noites em branco em frente a um computador, mais do sheet de excell do que da ideia e as pessoas que lá trabalham também. É aqui que a porca torce o rabo como se costuma dizer. A LEYA calculo que desconhecesse esta realidade, ela no fundo começou agora a operar, comprou tudo o que lhe foi possível para ter expressão e representa os refugiados económicos acossados pela instabilidade do mercado de capitais e pela variação dos preço do ouro negro e portanto não tem que saber estas coisas da gente que cheira um livro antes de o comprar! Estes senhores na sua razão acharam que aquelas “barraquinhas” não lhes serviam, que era melhor mandar construir um Stand próprio, grande, moderno, vistoso e etc. São coisas do departamento de marketing com certeza, assim andaram concerteza a pedir desenhos 3D a uma das “brandias” do país e assim o enviaram para a Câmara para aprovação…ora estourou a bomba nas mãos de alguém! O presidente da APEL claro que não deixou que se fizesse tal patranha e mandou dizer ao senhor Pais do Amaral que se deixasse de coisas e entrasse como todos os outros, que se quisesse melhorar a feira haveriam de conversar todos sobre isso e sobre os 20Milhões de Euros que tal empresa custa!

O dito senhor como não percebe esta linguagem achou que deveria fazer um braço de ferro, saiu-lhe o tiro pela culatra. Começou que APEL, com aquela celeuma tipíca das gentes de bem diz que só faz falta quem está! Mandou um novo layout da feira sem a LEYA e continuou animadamente a dizer as regras que mencionei atrás! A maior parte dos socios da APEL fez a mesma coisa, os pequenitos aplaudem que na cultura sempre é diferente do resto e o mexilhão parece ser desta vez mais graúdo que nas demais. A Câmara fica descalça porque também não sabia ao certo das tradições mas não quer quebrar a maior delas que é ter a feira todos os anos. O senhor Paes do Amaral viu a maior parte dos seus autores, ligados a si por via das aquisições que fez, dizerem que pouco lhes importava se a LEYA ia à feira se não ia….o Lobo Antunes mandou mesmo dizer que garantia a sua presença e a dos seus livros também!

E é isto que a gente da cultura tem de bom! Esta massa critica esclarecida e muito pouco vinculada a interesses que não sejam os da expressão da ideia e os da nobreza da acção! As tipas do marketing com o seu marketing mix esqueceram-se que o produto aqui produzido segundo critérios de pessoas que são os autores, que são comprados por pessoas também que são inteligentes e que não embarcam nas tagarelices de gente pouco avisada e nada esclarecida.

A Feria do Livro vai mesmo começar, vai mesmo ser em Lisboa no mesmo sitio do costume e vai mesmo ter-nos a todos (escritores e leitores) a visitar os livros portugueses de sempre e que sairam entretanto! O senhor Paes vai enfiar a viola no saco como bom empresário que é, esta é no caso concreto a única vantagem do tal liberalismo e do seu bando de idiotas!!

Entry filed under: arte, art_attack, Desabafos, escrever por escrever, eu...e os dois leitores do blog!!, Jornadas e descaminhos, posts da tuga. Tags: , , .

Os caminhos da subversão! bibó seportêngue!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Blog Stats

  • 62,514 hits

%d bloggers like this: