onde é que eu já vi isto!?!

Novembro 8, 2007 at 9:56 am 2 comentários

Com o regresso a Lisboa veio também o regresso dos livros à minha mão e desde que cá estou já li mais livros em 3 meses do que em 3 anos de Luanda!

Já voltei a lêr Pedro paixão (2 livros), Camilo Castelo Branco (2 Livros), Gabriel Garcia Marques (1 livro), descobri Batista Bastos, contei as fábulas do Fontaine à Matilde na hora de dormir e claro voltei ao Sommerset (3 livros) e os seus fantásticos contos dos colonos Britânicos e Holandeses no extremo oriente.

Esta passagem faz-me lembrar alguma coisa…..não sei bem o quê mas talvez ainda descubra!!🙂

“…Que mais se podia fazer com aquela gente? Os homens tinham vindo para a colónia como rapazinhos recém-saídos do liceu e a vida nada lhes ensinara. Aos cinquenta anos ainda tinham o ponto de vista do adolescente. Alguns bebiam demais. Não liam coisa que prestasse. A ambição deles era serem iguais aos outros. Para eles o maior elogio era dizerem que fulano era um “camaradão”. Consideravam pedantes as pessoas que se interessavam pelas coisas do espírito.  Sofriam por inveja dos outros, mortificavam-se por insignificâncias. E as mulheres, coitadas, viviam obcecadas por mesquinhas rivalidades. Formavam um circulo mais provinciano do que o mais pequenino poviléu da Inglaterra. Eram fingidos e despeitados…..”

Faz-me acreditar que a natureza humana é mais forte que o tempo e que o espaço, maior que as subtilezas culturais e lembra-me alguma coisa que não consigo ainda identificar!!

Entry filed under: arte, art_attack. Tags: .

A outra margem do cinema tuga! Micro Filmes?!?

2 comentários Add your own

  • 1. eliseu  |  Novembro 12, 2007 às 6:29 pm

    Até que enfim se encontra alguma coisa não lamechas! Andei a dar uma volta pelo seu blog… parabéns! Vivi em Angola até aos 17 e consegui “matar saudades” aqui! Sinceramente: PARABÉNS!

    Responder
  • 2. aquasensia  |  Novembro 14, 2007 às 12:01 pm

    Pedro,

    tenho passado por aqui e leio tudo o que escreve porque gosto da sua perspectiva. de momento não consigo escrever por ter a alma escurecida. hoje mais do que nunca este seu post fez muito sentido e apeteceu-me dizer:

    Num mundo que prima pelo espírito competitivo, poucas são as pessoas que tiram um tempinho para comunicar e entrar em acordo com seus semelhantes, uma vez que elas só vêem nos seus semelhantes obstáculos a ser superados.

    reler a sua observação final, de que a natureza humana é mais forte do que o tempo e que o espaço (..), deixe-me dizer-lhe que cada um de nós tem a sua própria natureza (leia-se atemporal e intemporal) e que só temos que ter cuidado para não deixarmos que a apaguem do tempo e do espaço, matendo-a forte.

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Blog Stats

  • 62,514 hits

%d bloggers like this: