De CoSnCIênCia TRanQUila…Uma grande album!!

Junho 26, 2006 at 7:04 pm 1 comentário

Um grande primeiro trabalho.

O duda sabe, porque me conhece de outros Carnavais que eu não sou de criticas sem conteúdo, a minha praia é mais dizer tudo aquilo que acho sem grandes escrúpulos de estar a ferir as sensibilidades de cada um. Ou seja, sou aquilo que na minha terra se chama….” uma besta quadrada”!!

….sabe-se também de mim que eu se fosse caso disso postaria aqui mesmo para o dudinha ver o seguinte.

…” está péssimo, uma vergonha, não bastava andar a perder tempo com o dé e o tony naquelas aventuras de dizer coisas que rimam umas com as outras, depressa e com dicção horrível para ninguém perceber, ainda foi arranjar maneira de fazer isso sozinho investindo uma pipa de massa que provavelmente lhe fariam jeito para as coisas do sebastião!!….o menino devia começar a ganhar juízo e dedicar-se a levar uma vida mais séria!!!”

….assim mesmo….se caso disso fosse, mas não é!

O Duda está a fazer um grande trabalho nesta coisa em que se meteu, como de resto faz em todas as coisas em que se mete. Este puto é virtualmente um talentoso….dêem-lhe um skate e anda na boa em half-pipes, faz manobras e se entrar numa competição ganha prémios de certeza, a mesma coisa com uma mota, com uma prancha de bodyboard ou surf, dêem-lhe qualquer coisa que ele tenha algum interesse e ele vai ser de certeza um dos melhores a fazê-lo…..é um predestinado.

Com a musica parece ser a mesma coisa……logo á primeira, rodeado de grandes talentos apareceu com um álbum fantástico, na TV, na Rádio, nos dispositivos particulares…..sempre a rodar….mundo complexo foi uma experiência que arejou o hip-hop nacional….ele tava lá!!….ah pois é!|

Este trabalho do duda está fantástico….é um grande primeiro álbum….para quem não percebe nada de musica como eu. Aquilo que mais me prendeu ao CD foi a sonoridade, com uma rima melódica entrecortada de vozes femininas que enriquecem grandemente o balanço da musica, depois o que mais achei genial foi o tipo de batida electrónica que traz groove ao álbum, traz unidade, traz contemporaneidade e urbanidade….cosmopolitanismo, longe dos quatro tempos de inspiração quase tribal de outros sons do mesmo género. A opção por fazer quase três quartos do álbum em “break-beat” é novo, enquadra tudo e sobertudo topa-se ai a necessidade de fazer trabalho fora do projecto que é o mundo complexo.

As letras estão lá, gostei de quase todas, embora se note aqui e acolá inspiração em outros artistas. No entanto o ímpeto criativo está todo lá, ainda por cima com a humildade de não querer ir longe demais, sem grandes invenções técnicas….tudo certinho.

Os pontos a desenvolver em próximos álbuns dudinha……não são muitos, acho que podes manter a mesma linha mas ir à procura de mais qualquer coisa sem ofender ninguém.

Primeiro acho que deves procurar um instrumento de jazz, de sopro para dar mais densidade às musicas, depois acho que tens de resolver melhor as letras e por consequência as musicas…..nenhuma acaba naturalmente, parece que são desligadas de repente…..trabalha nisso, no final de cada uma delas.

De resto irmão!…..tudo certo….tens ali um grande álbum. Parabèns

Entry filed under: art_attack, posts do curto-te_bué, Uncategorized. Tags: .

…sobre o amor de tudo e de nada! ….para cantar à Matilde!

1 Comentário Add your own

  • 1. Anonymous  |  Junho 27, 2006 às 7:49 pm

    ….só para ver se funciona

    Responder

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Categorias

Blog Stats

  • 62,841 hits

%d bloggers like this: